Última hora
This content is not available in your region

Obama omite Síria no discurso de Berlim

Obama omite Síria no discurso de Berlim
Tamanho do texto Aa Aa

Num calor abrasador em Berlim, o Presidente Barack Obama não teve a receção de há cinco anos, quando era candidato, mas proferiu o discurso como chefe de Estado, na porta de Brandeburgo, à semelhança de tantos outros presidentes americanos, como Reagan ou Kennedy.

E numa altura em que as atenções se centram no conflito Sírio, com a Rússia pouco satisfeita com as intenções de Washington fornecer armas aos rebeldes, Barack Obama falou de redução de armamento nuclear.

“Após uma análise detalhada, posso dizer que podemos garantir a segurança da América e dos aliados, mantendo uma posição estratégica forte e credível, mesmo reduzindo as armas nucleares num terço. E eu vou procurar negociações com a Rússia para regressarmos ao número de ogivas existentes antes da guerra fria”, disse.

Um dos pontos altos da visita relâmpago de Barack Obama à capital alemã foi a cerimónia no muro de Berlim, na companhia da mulher Michelle, e da Chanceler Angela Merkel e o marido.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.