Última hora
This content is not available in your region

FIFA inicia passaporte biológico na Taça das Confederações

FIFA inicia passaporte biológico na Taça das Confederações
Tamanho do texto Aa Aa

Foi com Neymar que a experiência começou: a FIFA recolheu amostras de sangue e de urina de todos os jogadores que participam na Taça das Confederações, no Brasil, para criar passaportes biológicos. As análises surpresa foram o primeiro passo na constituição de uma base de dados que se anuncia como a nova ferramenta na luta contra o doping.

O responsável pelo departamento médico da FIFA, Jiri Dvorak, salienta que “cada pessoa tem um perfil genético específico, que determina as hormonas, os esteróides, o tipo de sangue. Tudo isto muda, se começar a haver manipulações externas. Se, ao longo do tempo, verificarmos alterações nos valores, então podemos suspeitar da existência dessas manipulações.”

Ou seja, qualquer mudança nos valores-padrão de cada jogador é identificada prontamente. O passaporte biológico vai ser alargado às 32 equipas que vão disputar o Mundial de 2014.