Última hora

Última hora

Programa eleitoral de Merkel tem envelhecimento dos alemães como grande desafio

Em leitura:

Programa eleitoral de Merkel tem envelhecimento dos alemães como grande desafio

Programa eleitoral de Merkel tem envelhecimento dos alemães como grande desafio
Tamanho do texto Aa Aa

Faltam três meses para Angela Merkel tentar um terceiro mandato. Altura, então, para apresentar o programa eleitoral. As críticas não se fizeram tardar, mesmo por parte dos aliados liberais-democratas. A palavra “crise” não foi das mais pronunciadas pela chanceler, que falou antes nos desafios da globalização e do envelhecimento da população.

Segundo Merkel, “o dia 22 de setembro será decisivo para o nosso país. Trata-se de escolher entre continuar no caminho do sucesso, sob o governo dos cristãos-democratas e dos sociais-cristãos, ou o declínio na liderança dos sociais-democratas.”

O campo adversário classificou prontamente o programa de Merkel como um “conto de fadas”, que não avança com reformas reais. O candidato do SPD, Peer Steinbruck, afirma o seguinte: “em 1969, participei na minha primeira campanha eleitoral e, desde essa altura, nunca vi um chanceler apresentar um programa tão pouco ambicioso.”

Os apoios à família multiplicam-se nas propostas de Merkel, para quem um dos maiores problemas na Alemanha é a baixíssima taxa de natalidade e a prevista quebra no número de trabalhadores no futuro, pelo que atrair mão de obra estrangeira é uma prioridade.