Última hora
This content is not available in your region

Polícia chilena expulsa estudantes que ocupavam escolas em Santiago

Polícia chilena expulsa estudantes que ocupavam escolas em Santiago
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia chilena expulsou, esta sexta-feira, os milhares de estudantes que ocupavam há várias semanas mais de duas dezenas de escolas na capital.

A operação foi levada a cabo na véspera das instalações acolherem as assembleias de voto das primárias para as presidenciais que se realizam este domingo.

Mais de 130 estudantes foram detidos durante a evacuação das escolas, depois do governo ter rejeitado a proposta dos manifestantes de deslocar as assembleias de voto para outros locais.

“É uma noite muito triste”, afirma a presidente da câmara de Santiago, Carolina Toha, “penso que as autoridades deveriam ter feito um esforço adicional para evitar esta situação, parece que o governo preferiu a força a tentar evitar esta situação”.

Na origem da ocupação das escolas está o movimento de protesto de estudantes que desde há dois anos se manifesta regularmente para pedir uma educação gratuita e de qualidade.

O governo justificou a ação desta noite, afirmando que a ocupação das escolas constituía um entrave à democracia, depois de vários dias de negociações com os estudantes.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.