A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Na África do sul, Obama não visita Mandela

Na África do sul, Obama não visita Mandela
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama chegou à África do Sul com Mandela no pensamento, mas não deve ir visitá-lo ao hospital.

Este périplo pelo continente africano é altamente simbólico, já que Obama é o primeiro presidente negro norte-americano e esta é a primeira visita de vários dias a África desde que tomou posse para o primeiro mandato, em 2009. “Este é um momento para a família e não quero interferir”, disse o chefe de Estado norte-americano.

O presidente norte-americano quer prestar homenagem ao pai da África do Sul pós-apartheid, mas já disse que não pretende visitá-lo no hospital, onde Mandela, ou Madiba, como é conhecido, está internado em estado crítico, aos 94 anos.

“Aquilo que mais desejávamos era que Obama viesse, Madiba estivesse bem e pudesse recebê-lo e dar-lhe as boas vindas. Infelizmente não é assim. No entanto, não podemos dizer que a visita é inoportuna. Há muitas coisas que ele vai fazer no país, incluindo muitas coisas que refletem os ideais de Madiba”, diz Jackson Mthembu, porta-voz do ANC.

A visita de Obama à África do Sul não deixa de ser acompanhada por protestos contra a política externa norte-americana.

Obama chega à África do sul vindo do Senegal. Para este sábado, está previsto um encontro com jovens no Soweto, o antigo bairro negro onde viveu Nelson Mandela.