Última hora

Egito: apoiantes de Morsi não desarmam

Egito: apoiantes de Morsi não desarmam
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ninguém sabe onde se encontra, mas acreditam que o lugar de Mohamed Morsi é na presidência do Egito.

Os apoiantes do chefe de Estado deposto há 10 dias não desarmam. A Irmandade Muçulmana apelou, entretanto, a novas manifestações para a próxima semana.

Os apoiantes de Morsi acreditam que a pressão popular vai dar frutos, tal como aconteceu no passado.

“Acredito que o presidente vai voltar e não saímos daqui até que isso aconteça. Estamos cansados, mas somos pacientes e aguardamos pelo dia da vitória” refere um egípcio.

O Egito está mais dividido que nunca. Tanto os apoiantes como os opositores continuam mobilizados.

A procuradoria-geral está a investigar queixas apresentadas contra chefe de Estado deposto e líderes da Irmandade Muçulmana que passam por incitamento à morte de manifestantes e espionagem. Para já não existe qualquer acusação formal, mas tudo pode mudar.

Sabe-se, entretanto, que os contactos para a formação de governo já começaram e, se tudo correr como previsto, o novo executivo pode entrar em funções dentro de alguns dias.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.