Última hora

China: Suspeita de favores sexuais no escândalo GlaxoSmithKline

China: Suspeita de favores sexuais no escândalo GlaxoSmithKline
Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo que envolve quatro altos dirigentes da GlaxoSmithKline continua a dar que falar na China. Alegadamente, os quadros da farmacêutica utilizavam uma rede de agências de viagens para subornar médicos e dirigentes de hospitais e empresas de modo a fazer disparar as vendas. Em troca, pelo menos uma agência viagens devolvia os favores aos quatro executivos chineses, favores que incluíam serviços sexuais. Os quatros suspeitos estão atualmente detidos. Em Londres, a GlaxoSmithKline afirmou que fará o que for necessário para cooperar com as autoridades chinesas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.