Última hora
This content is not available in your region

Kristian "Varg" Vikernes "suscetível de preparar um atentado de grande envergadura"

Kristian "Varg" Vikernes "suscetível de preparar um atentado de grande envergadura"
Tamanho do texto Aa Aa

É numa aprazível casa do centro da França, que moram Kristian Vikernes e Marie Cachet, detidos pelas autoridades antiterrorismo que receiam a “potencial perigosidade” do casal, “suscetível de preparar um atentado de grande envergadura”.

O norueguês, conhecido como “Varg”, é um apaixonado pelo mundo militar e um simpatizante de Anders Behring Breivik, o autor da matança de Utoya.

O casal estava sob vigilância e a detenção foi motivada pela recente aquisição, legal, de quatro carabinas, por parte da mulher.

Na aldeia, a estupefação é grande. “É alguém que me parecia muito próximo dos filhos. Sabia que era um músico, por isso não me admirava vê-lo sempre por aqui. Por vezes ouvia umas notas de música. Fiquei estupefacto quando ouvi as notícias, de manhã. Caí das nuvens”, admite um vizinho.

“Varg”, autor-compostor de Black metal, assumidamente antissemita e xenófobo, já foi condenado a 21 anos de prisão por ter assassinado um amigo à facada. Saiu ao fim de 16 anos de pena cumprida e instalou-se em França em 2010.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.