Última hora
This content is not available in your region

Bruce Lee morreu há 40 anos

Bruce Lee morreu há 40 anos
Tamanho do texto Aa Aa

Uma multidão de fãs reuniu-se em Hong Kong para prestar homenagem a Bruce Lee. A cerimónia teve lugar no sábado e assinala os quarentas anos da morte da estrela do kung Fu.

“Bruce Lee combinava uma cara bonita, um corpo forte e uma forma de combate heroica. Quando era criança queria ser como ele. A vida dele inspirou-me muito”, conta Wong Yiu-Keung, presidente do clube Bruce Lee.

O pai de Bruce Lee era um cantor de ópera famoso. Graças à proximidade com o mundo das artes, Lee deu os primeiros passos no cinema muito cedo. Aos 18 anos já tinha feito vinte filmes. O filme mais famoso do ator, “O Dragão ataca”, estreou três semanas após a sua morte em 1973.
Lee tinha 32 anos.

Além das celebrações do último fim de semana, o clube de fãs organizou, em Hong Kong, uma exposição com centenas de objetos oriundos da Fundação Bruce Lee. A instituição é gerida por Shanon Lee, filha do ator.

“As minhas memórias mais fortes têm a ver com os sentimentos que ele despertava. Ele tinha uma energia contagiante quando estava connosco, era algo muito poderoso. Era uma pessoa muito amorosa e divertida. Claro que também era bastante severo como pai mas sempre com gentileza e amor”, refere Shanon Lee.

Uma grande parte da fama da estrela das artes marciais foi póstuma, mas o caminho percorrido por Bruce Lee inspirou novas gerações de atores como Jackie Chan e ajudou a quebrar barreiras à entrada de atores asiáticos em Holywood.