A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Índia: Diretora da escola onde morreram 23 crianças envenenadas entrega-se à polícia.

Índia: Diretora da escola onde morreram 23 crianças envenenadas entrega-se à polícia.
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Está detida para interrogatório a diretora da escola indiana onde na semana passada 23 crianças morreram envenenadas.

As crianças, com idades entre os 4 e os 12 anos, morreram depois de terem ingerido o almoço gratuito da escola que estava contaminado com pesticidas.

O caso provocou uma vaga de protestos. Segundo os relatos, as crianças terão dito que a comida tinha um gosto e um cheiro estranhos, mas a diretora obrigou-as a comer a refeição fatal e não terá socorrido as crianças quando estas se começaram a sentir mal.

Desaparecida desde o dia da tragédia, a 16 de julho, Mina Kumari entregou-se à polícia esta quarta-feira, informaram as autoridades do distrito de Saran, no estado de Bihar, no norte da Índia.