Última hora

Militares pedem mais poder aos egípcios

Militares pedem mais poder aos egípcios
Tamanho do texto Aa Aa

O Egito vive uma nova onda de violência. Os confrontos entre apoiantes e opositores do presidente deposto Mohamed Morsi fizeram pelo menos sete mortos e mais de 200 feridos em todo o país.

O escalar da violência acontece numa altura em que a figura do General Abdel Fatah al-Sissi ganha protagonismo. Na praça Tahrir, no Cairo, muitos tinham a foto do general que comandou o golpe militar.

Sissi fez um apelo para que o povo lhe dê o poder para conter a violência. Estas declarações fazem temer que os militares queiram assumir plenamente o poder no país.

Os egípcios vivem um momento crucial, com a resposta da população ao apelo do exército para que lhe dê luz verde para resolver, ao mesmo tempo, os problemas políticos e as questões de segurança.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.