Última hora

Bulgária: protestos voltam em setembro

Bulgária: protestos voltam em setembro
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim de 50 dias de protestos, na Bulgária, os manifestantes estão parados até 4 de setembro, altura em que o parlamento volta a funcionar.

Esta sexta-feira, os deputados realizaram a última sessão antes da pausa de verão. No exterior do parlamento reuniram-se várias dezenas de manifestantes.

Esta pausa não foi consensual, o Partido dos Cidadãos para o Desenvolvimento Europeu queria que o parlamento continuasse a trabalhar em agosto, para acelerar o processo de aprovação das alterações ao código eleitoral, mas a proposta não foi aprovada.

Quanto aos manifestantes, uma mulher afirma que as pessoas estão cansadas mas que voltarão em setembro com mais entusiasmo.

Ainda assim, os manifestantes mostraram-se contra as férias dos deputados. Na quarta-feira, transformaram o exterior do parlamento numa espécie de estância veraneante, em sinal de protesto.

As manifestações contra o governo começaram a 14 de junho, em resposta à escolha de Delyan Peevskido, o polémico homem dos media, para responsável pela Agência Estatal para a Segurança Nacional. O governo voltou atrás mas os protestos não cessaram.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.