A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Fundador da Amazon promete preservar valores do Washington Post

Fundador da Amazon promete preservar valores do Washington Post
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um dos principais jornais dos Estados Unidos e outros títulos detidos pela The Washington Post Company vão ser comprados por Jeff Bezos, fundador da Amazon. Um negócio de 250 milhões de dólares, o equivalente a 189 milhões de euros.

Bezos, que adquiriu a divisão a título pessoal, garante que vai manter-se afastado da gestão quotidiana e que não vai mexer nos cargos de administração e direção.

A revista online Slate, o segundo título mais conhecido do grupo, não vai ser incluída na venda, que deve concretizar-se nos próximos 60 dias.

No segundo trimestre deste ano, a divisão de jornais da empresa detentora do Washington Post teve prejuízos de 14,8 milhões de dólares. No mesmo período, as receitas provenientes da publicidade impressa caíram 4%. Nos primeiros seis meses do ano, a circulação caiu mais de 7% quer durante a semana, quer ao domingo.

Durante 80 anos, o Washington Post esteve nas mãos da família Graham. Sem experiência na área da imprensa, Jeff Bezos diz não ter um plano elaborado e que vai ser necessária experimentação. Mas promete não tocar nos valores do jornal mais conhecido do grupo.