A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Egito: Presidência diz que mediação internacional falhou

Egito: Presidência diz que mediação internacional falhou
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A presidência do Egito declarou que falharam os esforços dos mediadores internacionais para pôr fim à crise que a opõe à Irmandande Muçulmana, grupo a que pertence o presidente Mohamed Morsi, deposto pelo exército a 3 de Junho.

Os últimos a tentarem chegar a bom porto foram os senadores dos Estados Unidos, John McCain e Lindsey Graham, que pediram a libertação dos presos, incluindo Morsi, e apelaram ao início de um diálogo nacional.

A mediação tem envolvido ainda diplomatas da União Europeia, Qatar e Emirados Árabes Unido.

Milhares de apoiantes de Morsi ocupam há mais de um mês duas áreas do Cairo, a capital, mas o exército tem vindo a alertar que a paciência está a chegar ao fim.

Palavras que indicam um possível uso da força que poderá fazer aumentar o número de vítimas dos confrontos desde o derrube de Morsi, que ascende já a 300 mortos.