Última hora
This content is not available in your region

Novo protesto contra os indultos reais em Marrocos

Novo protesto contra os indultos reais em Marrocos
Tamanho do texto Aa Aa

Rabat voltou a ser palco de protestos contra as polémicas amnistias concedidas pelo Rei de Marrocos a dezenas de presos espanhóis no fim de Julho.

Desta vez, os manifestantes contestavam a libertação de um traficante de drogas, Mohamed Mounir Molina, indultado quando se encontrava em prisão preventiva.

Um manifestante diz que “tal como frisou a imprensa, ele foi libertado quando ainda nem sequer tinha sido julgado”.

Outra afirma que todos os casos “estão relacionados” e que é mais uma prova de que “o indulto real é uma injustiça”.

O escândalo eclodiu com a libertação de um pedófilo espanhol condenado a trinta anos de prisão em Marrocos. Apesar de Mohamed VI ter anulado o indulto e recebido as famílias das vítimas de Daniel Galván, os protestos continuam.

As autoridades espanholas detiveram na segunda-feira o pedófilo, que se encontra em prisão preventiva a aguardar uma eventual extradição. O jornal El País apresenta Galván, de origem iraquiana, como um ex-espião ao serviço de Espanha durante a guerra no Iraque.