A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bares gay britânicos boicotam vodca russa

Bares gay britânicos boicotam vodca russa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Vários bares gay do Reino Unido convocaram um boicote à venda de vodca russa em protesto contra a violência homofóbica e contra as novas leis russas que visam os homossexuais.

Os bares britânicos juntam-se assim ao boicote, convocado pelos proprietários de bares gay nos Estados Unidos da América.

Os promotores do protesto afirmam que “está a crescer o efeito cascata e que se no final do dia todos deixarem de comprar produtos russos eles vão sentir os efeitos,” afirma Gary Henshaw.

‘‘Penso que isto vai chamar a atenção para o problema, mas não tenho a certeza de que vá resolvê-lo. Mas certamente vai chamar a atenção e sensibilizar as pessoas para o que a população LGBT está a enfrentar na Rússia,” diz um simpatizante.

O norte-americano, Nick Symmonds, que participa este sábado no Mundial de Atletismo de Moscovo, criticou, a lei que pune a “propaganda da sexualidade não tradicional”, promulgada em junho por Vladimir Putin.

A legislação está na origem de apelos ao boicote dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, na cidade de Sochi, o que levou o Comité Olímpico a pedir, esta sexta-feira, esclarecimentos adicionais ao governo Russo.

O texto prevê multas, no caso de estrangeiros até 2300 euros, penas de até 15 dias de prisão e expulsão do país. Os críticos dizem que é omisso quanto ao que constitui propaganda, abrindo caminho à prisão a quem participar em marchas gay ou falarem público a favor dos direitos homossexuais.