A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Madrid retoma controlo fronteiriço com Gibraltar

Madrid retoma controlo fronteiriço com Gibraltar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Filas de automóveis com vários quilómetros… Era este o cenário, esta terça-feira, na fronteira que separa Espanha de Gibraltar, depois do governo de Madrid ter retomado o controlo fronteiriço.

O governo de Mariano Rajoy anunciou, ainda, a entrada em vigor de uma zona especial de proteção em águas de Gibraltar, em que está proibida a ação de navios de abastecimento no mar, prática conhecida como ‘Bunkering’.

O governo espanhol diz estar a defender os direitos do país.

“Queremos lidar com isto através do diálogo, em busca de um entendimento. Os interesses de Espanha devem ser defendidos agora e é isso que o Governo espanhol está a fazer, com todo o sentido e com toda a razão,” assegura a ministra espanhola do Fomento, Ana Pastor.

Gibraltar, sob administração britânica, pediu já à Comissão Europeia para abrir um inquérito a esta decisão de Madrid.

O ministro responsável pela gestão de Gibraltar, Fabian Picardo, lança um desafio ao governo espanhol: “Penso que o caminho para não se lidar com os conflitos internacionais é criar filas nas fronteiras que afetam os idosos, os doentes e os jovens. Creio que a coisa certa a fazer é, ou ir para um tribunal internacional, criados para esse efeito. Desafio a Espanha na ONU, em outubro, a levar as questões de Gibraltar a um tribunal internacional ou a encetar num diálogo político.”

As autoridades de Gibraltar consideram o intensificar dos controlos fronteiriços, pela polícia espanhola, uma represália contra a decisão do território de colocar, em julho, 70 blocos de cimento no mar e construir uma barreira marítima artificial.