Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Egito reage às críticas da UE

Egito reage às críticas da UE
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com o anúncio da União Europeia, este domingo, que vai rever as relações com o Egito depois dos confrontos sangrentos incitados pela Irmandade Muçulmana, o ministro dos Negócios Estrangeiros egípcio, Nabil Fahmi, reagiu às críticas, considerando esta posição “inaceitável”.

Ministro dos Negócios Estrangeiros egípcio, Nabil Fahmy: “A ajuda financeira ao Egito é muito louvável e não foi pelo cano abaixo ou está sem sem qualquer objetivo. Esperamos que o Egito continue ter este benefício. Mas mencionar cortar a ajuda financeira ao Egito e, especificamente, durante este período é, de todo, inaceitável.”

De acordo com fontes governamentais o número de mortos ronda os 800, desde a última quarta-feira e da altura em que os confrontos se intensificaram no Cairo.