Última hora
This content is not available in your region

Síria apresenta provas da não implicação em ataque químico

Síria apresenta provas da não implicação em ataque químico
Tamanho do texto Aa Aa

A Síria voltou a rejeitar ter recorrido a armas químicas tendo apresentado hoje aos inspectores da ONU as alegadas provas da não implicação no ataque da semana passada.

À saída da reunião com os inspetores da ONU, em Damasco, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros sírio acusou os rebeldes de terem utilizado este tipo de armamento, com o apoio de vários países ocidentais.

“O mais perigoso nesta situação é que Estados Unidos, Reino Unido e França encorajaram os terroristas a recorrerem a este tipo de armas. E mais perigoso ainda, não duvido que estes terroristas possam utilizar armas químicas, muito em breve, contra a população europeia”, afirmou Faisal Al-Maqdad.

O regime promete assim rebater as acusações tendo garantindo que o país poderá tornar-se no “cemitério de qualquer invasor”, não cedendo ao que o primeiro-ministro Wael al-Halqi considerou hoje serem “ameaças terroristas colonialistas”.