A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Moscovo quer evitar ataque à Síria

Moscovo quer evitar ataque à Síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia no tudo por tudo para evitar uma ingerência militar dos Estados Unidos na Síria.

Moscovo diz não entender o que leva a comissão de peritos da Organização das Nações Unidas a abandonar o país, este sábado, tendo investigado apenas um dos locais em que terão sido utilizadas armas químicas.

Vladimir Putin afirmou que nada disto faz sentido porque Damasco está a ganhar a guerra e nao tem nada a recear da posição americana.

“Quanto à posição dos nossos colegas norte-americanos que insistem que as forças governamentais sírias usaram armas químicas, deixá-los apresentá-las aos inspetores da ONU e ao Conselho de Segurança”.

Os Estados Unidos estão convencidos de que o governo sírio foi o responsável pelo ataque de armas químicas nos subúrbios de Damasco e que provocou mais de um milhar de mortos.

A marinha americana enviou seu quinto destróier para o leste do Mediterrâneo.