Última hora
This content is not available in your region

Luta livre quer recuperar lugar nos Jogos Olímpicos

Luta livre quer recuperar lugar nos Jogos Olímpicos
Tamanho do texto Aa Aa

A luta livre está em plena campanha para voltar a ser considerada desporto olímpico.
E a boa ou má notícia para os responsáveis e amantes da modalidade vai ser divulgada no próximo sábado pelo Comité Olímpico, que está reunido em Buenos Aires na Argentina.
A luta faz parte de um grupo de 25 modalidades consideradas não essenciais para os Jogos Olímpicos, mas agora faz parte das três finalistas que podem garantir a presença nos Jogos 2020.

O presidente da Federação Internacional de Luta, Nenad Lalovic, está na Argentina e lembra que “trabalhámos muito nos últimos seis meses e estamos otimistas porque vamos apresentar uma nova luta. Um desporto histórico, antigo, mas que sofreu uma revolução.”

A luta foi excluída dos Jogos Olímpicos a partir de 2016 por se considerar que era pouco espetacular, sem grande emoção.
Na corrida por um lugar nas olimpíadas estão também o basebol/softbol e o squash. A decisão é então conhecida no próximo sábado.