Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Obama insiste em enviar mensagem "clara e forte" a Bashar al-Assad

Obama insiste em enviar mensagem "clara e forte" a Bashar al-Assad
Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama está a efetuar uma visita de dois dias à Suécia. Depois do encontro, esta quarta-feira, com o primeiro-ministro sueco, Frederick Reinfeld, os dois dirigentes participaram numa conferência de imprensa conjunta.

A questão de fundo foi, obviamente, o conflito na Síria e as armas químicas.

“Antes de mais, não fui eu que que estabeleci uma ‘linha vermelha’. Foi o mundo que a estabeleceu quando os governos que representam 98% da população mundial disseram que o uso de armas químicas é abominável e fizeram um tratado que o proíbe, incluindo nos países em guerra. Não é a minha credibilidade que está em causa, é a credibilidade da comunidade internacional”, afirmou Barack Obama.

O presidente americano e primeiro-ministro sueco estão de acordo: “a inércia não vai resolver a tragédia” síria. E embora defenda uma política de transição, Obama está decidido a enviar “uma mensagem forte e clara” a Bashar Al-Assad.