A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Brasil: celebrações da independência marcadas por protestos.

Brasil: celebrações da independência marcadas por protestos.
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ainda que longe da mobilização que trouxe centenas de milhares de pessoas para as ruas em junho passado, o dia da independência do Brasil serviu de motivo para algumas ações de protesto nas principais cidades.

No Rio de Janeiro, a polícia teve que utilizar gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar manifestantes antigovernamentais que exigem um fim à corrupção política e melhorias nos serviços públicos.

Cenas idênticas em São Paulo nas quais as forças da ordem e os manifestantes se confrontaram nas imediações da câmara municipal.

Na sua maioria estudantes, sindicalistas e anarquistas, os manifestantes insurgem-se contra a corrupção e a fraca qualidade dos serviços públicos sem esquecer o custo elevado associado à organização do Mundial de futebol no próximo ano.

Num discurso televisivo transmitido na sexta-feira à noite, a presidente Dilma Rousseff reconheceu os problemas mas sublinhou que há muitos progressos a registar.

Na capital política, Brasília, os manifestantes tiveram que esperar até ao final dos desfiles militares para poderem fazer ouvir as suas reclamações.