A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tóquio acolhe Jogos Olímpicos de 2020

Tóquio acolhe Jogos Olímpicos de 2020
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Tóquio vai organizar os Jogos Olímpicos de 2020. O anúncio foi feito este sábado em Buenos Aires, Argentina, pelo Comité Olímpico Internacional.
A capital japonesa foi a escolhida e Istambul, a capital turca a grande derrotada. A candidatura nipónica recebeu 60 votos contra 36 da proposta turca. Na primeira votação, que decorreu este sábado, houve um empate entre Istambul e Madrid, com a cidade turca a ganhar no desempate.

Tóquio partiu para esta corrida como uma das favoritas. A capital do Japão já tinha tentado, sem sucesso, organizar as olimpíadas de 2012 e 2016. Mas agora foi a cidade escolhida.

Com o slogan “Discover Tomorrow”, “descobrir o amanhã”, os responsáveis pela candidatura sempre destacaram o facto de Tóquio ter capacidade para realizar o maior evento desportivo do mundo no coração da cidade. Além disso, grande parte das infraestruturas necessárias para o evento já existe e o orçamento de perto de 3,5 mil milhões de euros há muito que está no banco, pronto a ser utilizado.

E com os Jogos Olímpicos as autoridades nipónicas esperam superar o trauma do tsunami e do acidente nuclear de Fukushima. Aliás, nos últimos dias, o presidente do Comité Olímpico japonês garantiu que a fuga de água radioativa na central nuclear acidentada de Fukushima não vai afetar a organização. Tsunekazu Takeda dizia mesmo que “o nível de radiação em Tóquio é o mesmo do que noutras cidades como Paris, Londres e Nova Iorque”.

Recorde-se que Tóquio organizou as Olimpíadas em 1964 e as cidades japonesas de Sapporo (1972) e Nagano (1998) já sediaram os Jogos de Inverno.