Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Itália: Comissão do Senado discute destituição de Berlusconi

Itália: Comissão do Senado discute destituição de Berlusconi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O futuro de Berlusconi começou a definir-se esta segunda-feira. O antigo chefe do governo italiano foi condenado a 4 anos de prisão por fraude fiscal e, segundo a “lei Severino” – parte do regulamento parlamentar -, deverá ser destituído do cargo que ocupa atualmente, como senador.

Mas uma comissão especial do Senado tem de confirmar a destituição, à qual 14 dos 23 membros são favoráveis. A discussão começou esta segunda-feira e poderá arrastar-se durante várias semanas. O futuro do Cavaliere é incerto, como explica o analista Giovanni Orsina: “Penso que é muito difícil perceber a que é que Berlusconi está a jogar, porque ele próprio não o sabe. Há uma dimensão de irracionalidade, ele está muito zangado e penso que ele acredita seriamente que foi enganado pelos juízes.”

O partido de Berlusconi já ameaçou sair da coligação governamental e fazer cair o executivo, caso a destituição seja confirmada, pelo que o futuro de Berlusconi está intimamente ligado ao do governo de Enrico Letta.

Paralelamente, o antigo chefe do governo apelou ao Tribunal Europeu de Direitos do Homem e o tribunal de instância de Milão deverá ainda reformular a pena de 5 anos de ineligibilidade que foi igualmente pronunciada contra Berlusconi, em agosto, pelo Tribunal de Cassação.