A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Partidários de Assad aplaudem acordo

Partidários de Assad aplaudem acordo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto os rebeldes prometem continuar a guerra, o acordo entre a Rússia e os Estados Unidos foi bem recebido em Damasco, pela população afeta ao regime de Bashar el-Assad, que concorda com o princípio de entregar o arsenal químico à comunidade internacional.

Fadia Deeb dirige a comissão de relações externas do parlamento sírio, dominado pelo partido de Assad: “As várias partes devem ir nesta direção e tentar encontrar uma solução política. A violência e as opções militares não podem levar a essa solução. Toda a região pode vir a sofrer”, diz.

Os rebeldes pedem que a comunidade internacional vá mais longe e imponha também ao regime uma proibição do uso de mísseis balísticos. A guerra civil já fez mais de 100.000 mortos.