Última hora
This content is not available in your region

As duas últimas vítimas do Costa Concordia

As duas últimas vítimas do Costa Concordia
Tamanho do texto Aa Aa

Ao final de 20 meses e 19 horas de manobras, o paquete Costa Concordia regressou à posição vertical, ao largo da ilha italiana de Giglio.

Com a remoção da embarcação prevista apenas para o final da primavera, as equipas técnicas no local trabalham agora na estabilização do navio antes de tentarem resgatar os últimos corpos de 2 das 32 vítimas do naufrágio.

Os familiares das vítimas visitaram hoje o local do naufrágio, onde depositaram uma coroa de flores.

A filha de uma das vítimas testemunha:

“Um ano depois é indiscritível a sensação de ainda estar à sua espera. Espero sinceramente que, depois de estabilizarem o navio, que possam recuperar o seu corpo”.

Os trabalhos para resgatar os cadáveres, coincidem com o debate em Itália sobre o local onde o Costa Concordia será desmantelado.

Pelo menos nove portos italianos já entraram na “corrida”, criticada pelo ministro do ambiente, entre os quais os portos de Palermo e Génova.

As equipas de resgate vão ter ainda nos próximos dias uma nova tarefa, recuperar os pertences pessoais dos cofres fortes de mais de 4 mil cabinas.

  • Costa Concordia: A 'perfect operation'

    Source: Anadolu press agency

www.theparbucklingproject.com/


Agrandir le plan