Última hora
This content is not available in your region

Merkel pede maioria absoluta ao eleitorado

Merkel pede maioria absoluta ao eleitorado
Tamanho do texto Aa Aa

Os apoiantes de Angela Merkel estão tranquilos e não é por acaso.

De acordo com as últimas sondagens a reeleição da chanceler alemã está praticamente garantida nas legislativas deste domingo, mas vai precisar de um parceiro de coligação para governar.

Merkel pede maioria absoluta e explica porquê:

“Peço aos alemães um mandato forte para que possa servir o país nos próximos quatro anos. Para que possa trabalhar para todos e fortalecer a Alemanha. Um país respeitado na Europa e que ajuda a Europa.”

Os analistas não acreditam que os resultados venham a aliviar o peso da austeridade em países como Portugal.

Os apoiantes da CDU consideram que é melhor jogar pelo seguro.

“Estamos motivados e vamos lutar até ao fim porque os sociais-democratas, a Esquerda e os Verdes constituem uma ameaça. Por isso, é importante exercer o direito de voto”, refere Florian Graf da CDU.

Para os democratas-cristãos a mudança do atual parceiro de coligação é uma das maiores ameaças. Em cima da mesa estão várias possibilidades, entre elas uma aliança entre a CDU e o segundo maior partido, o SPD tal como aconteceu entre 2005 e 2009.

O candidato social-democrata, Peer Steinbrück, gasta os últimos cartuchos.

“Dirijo-me a todos aqueles que ainda têm projetos neste e para este país. A todos os que querem acabar com este marasmo e desejam que a Alemanha volte a avançar. Dirijo-me a todos os que consideram que este país não deve ser administrado, mas renovado pela política.”

Perto de 13 pontos percentuais separam o SPD de Steinbrück da CDU de Merkel. As últimas sondagens dizem que cerca de 30 por cento dos mais de 60 milhões de eleitores ainda não sabem em quem votar.