A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Na ONU Obama pede firmeza contra a Síria

Na ONU Obama pede firmeza contra a Síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Síria e as relações com o Irão estiveram no centro do discurso de Barack Obama na abertura da 68ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.

O presidente norte americano exortou os seus aliados a agir contra a insegurança que ameaça o mundo, e pediu para que a credibilidade das Nações Unidas fosse reforçada através de firmeza contra a Síria caso Assad não respeite o compromisso de destruir as armas químicas.

“Se não conseguimos esse princípio, se o regime de Assad não cumprir a sua promessa de destruição de armas químicas, em seguida, fica claro que a ONU é incapaz de impor a mais básica das leis internacionais. Por outro lado, se tivermos sucesso, iremos enviar uma mensagem poderosa de que o uso de armas químicas não tem lugar no século 21.”

Sobre o dossiê iraniano o presidente dos Estados Unidos defendeu a via diplomática para as negociações com o Teerão e elogiou as declarações recentes do presidente iraniano, Hassan Rowhani, de que o seu país «nunca desenvolverá armas nucleares».

Washington está empenhado em procurar progressos diplomáticos na questão nuclear iraniana.