Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Áustria: Extrema-direita quer ser levada a sério

Áustria: Extrema-direita quer ser levada a sério
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A extrema-direita emergiu reforçada das eleições legislativas deste domingo na Áustria. O partido do falecido Joerg Haider consolidou o estatuto de terceira força política crescendo mais de três por cento em relação a 2008 e quase apanhando os conservadores do Partido do Povo. Apesar dos socialistas terem garantido que vão formar coligação com os conservadores e sem o FPÖ, o partido de extrema-direita quer ter uma voz mais ativa. Dado o excelente resultado eleitoral, o sucessor de Haider, Heinz-Christian Strache, exigiu “o fim da exclusão” do partido e que este seja “levado a sério em termos da vida política democrática. Strache tinha antes declarado que qualquer resultado acima de 20% seria um “milagre”.

Anti-União Europeia e anti-imigração, Strache fez campanha pela saída da Áustria do Mecanismo Europeu de Estabilidade de ajuda aos países em dificuldades. A extrema-direita austríaca espera agora por um bom resultado nas eleições europeias e por formar um bloco mais forte em Estrasburgo com outros partidos eurocéticos da União Europeia.