A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bósnia lança primeira censo como Estado independente

Bósnia lança primeira censo como Estado independente
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Bósnia lançou o primeiro censo populacional depois da guerra, na qualidade de estado independente, um evento que pode abalar o delicado sistema de partilha de poder que ajudou o país a acabar com o conflito de 1992-1995.

A Bósnia Herzegovina está dividida em três grandes comunidades de Sérvios, Croatas e muçulmanos. Há quem pense utilizar o censo para acabar com o sistema público de quotas que considera discriminatório. “O objectivo da nossa campanha “um cidadão acima de tudo” é usar este censo como uma ferramenta em que o cidadão pode expressar o protesto contra a discriminação étnica que é a base das leis e da constituição da Bósnia Herzegovina”, diz Darko Brkan, líder da Campanha “um cidadão acima de tudo”, que apela às pessoas a rejeitar rótulos étnicos e religiosos.

Há receios de que as comunidades se dividam simplesmente por um “rótulo” que poderá não corresponder à realidade. “Por minha vontade eu declarar-me-ia como parte dos Outros”, se o fizer de forma diferente estar a trair os meus sentimentos.

No último censo realizado, em 1991 na véspera da guerra, 43% dos bósnios declararam-se muçulmanos, 31% sérvios, 17 % croatas.