Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

"Capitão Philips": Piratas do mar assaltam o grande ecrã

"Capitão Philips": Piratas do mar assaltam o grande ecrã
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A pirataria em alto mar regressa ao grande ecrã em poucos meses. Depois de “Sequestro” do dinamarquês Tobias Lindholm, é o realizador britânico Paul Greengrass quem aponta baterias aos Óscares. O filme “Capitão Philips” inspira-se no assalto ao navio mercante Maersk Alabama, na Costa da Somália, em 2009. Tom Hanks interpreta o comandante. O ator apresentou a película no New York Film Festival, que decorre até 13 de outubro, e explicou: “O filme fala de um assalto que correu mal no mar e das consequências para os quatro homens que decidiram subir a bordo e não encontraram o que pensavam que iam encontrar. Richard Phillips fica numa posição bastante difícil. O facto de toda a gente saber como acaba ajudou porque podemos concentrar-nos nos detalhes, no comportamento humano, nos momentos que são quase inexplicáveis mas que aconteceram realmente.”

O filme baseia-se no livro escrito pelo próprio Richard Phillips, que passou para o papel a história vivida a bordo. Tom Hanks visitou o capitão duas vezes. Phillips revelou o teor dos encontros: “Ele perguntou-me apenas como era a rotina, o dia-a-dia, não estava interessado no sequestro em si mas em como era a vida a bordo e as questões familiares. Ele estava a tentar ter uma ideia do que eu passei.”

“Capitão Philips” estreia em Portugal a 10 de Outubro.