Última hora
This content is not available in your region

Assad diz que Turquia vai pagar caro apoio aos rebeldes sírios

Assad diz que Turquia vai pagar caro apoio aos rebeldes sírios
Tamanho do texto Aa Aa

Bashar Al-Assad diz que a Turquia vai pagar pelo apoio aos rebeldes que lutam para derrubar o regime sírio.

A declaração de tom bélico foi feita pelo presidente sírio numa entrevista concedida à televisão da oposição turca Halk-TV.

Assad afirmou que “a Turquia pagará caro. Não é possível colocar o terrorismo no bolso e usá-lo como uma peça de jogo, porque é como um escorpião que não hesitará em morder na primeira oportunidade”.

Extremamente hostil face a Damasco, o governo turco é um dos principais apoiantes da rebelião síria. O parlamento turco renovou por um ano o mandato do executivo que autoriza, se necessário, o envio de tropas para a Síria.

Muhammed Bilal Macit, deputado do partido governante, afirma que “devido à política violenta e cruel do regime [sírio], a Turquia pode enfrentar uma ainda maior vaga de imigração que significará uma pressão adicional para o país”.

A tensão na fronteira entre os dois países têm aumentado no último mês. A 17 de Setembro, a explosão de uma viatura armadilhada num posto fronteiriço controlado pelos rebeldes sírios fez perto de uma dezena de mortos.

O atentado teve lugar um dia depois da aviação turca ter abatido um helicóptero sírio que entrou no seu espaço aéreo. Assad reconheceu que o aparelho violou o espaço aéreo turco, mas acusou os rebeldes sírios de terem “decapitado de forma selvagem” os dois pilotos, depois de os terem capturado vivos.