Última hora
This content is not available in your region

Operação afasta Kirchner da cena política durante um mês

Operação afasta Kirchner da cena política durante um mês
Tamanho do texto Aa Aa

Foram muitos os que esta terça-feira se concentraram junto ao Hospital Universitário da Fundação Favaloro, em Buenos Aires, onde a chefe de Estado argentina está a ser operada.

Cristina Kirchner de 60 anos foi internada depois de ter sido detetado um hematoma no cérebro provocado por uma queda em agosto.

Nos próximos 30 dias, a presidência vai ser assumida interinamente pelo número dois do governo.

“Senti necessidade de vir até aqui para apoiar a nossa Presidente e para lhe agradecer tudo o que tem feito por nós. Por ter dedicado a vida ao país em detrimento da própria saúde e em prol de uma sociedade de um país melhores”, afirma Mirta Eguia.

“O marido Nestor deu a vida por este país e não quero que aconteça o mesmo a Cristina Kirchner”, acrescenta Dario Lewers.

Kirchner – que sucedeu ao marido – assumiu a presidência da Argentina em 2007 e cumpre, atualmente, o segundo mandato.

A chefe de Estado é obrigada a ausentar-se do cargo numa altura em o seu partido, Frente para a Vitória, é dado como o grande perdedor das legislativas parciais agendadas para 27 de outubro.