Última hora
This content is not available in your region

Femen calam ministro da Justiça espanhol

Femen calam ministro da Justiça espanhol
Tamanho do texto Aa Aa

Ativistas do movimento Femen interromperam o ministro da Justiça espanhol durante a sessão plenária do Congresso.

As ativistas gritaram “ o aborto é sagrado” enquanto elementos da segurança tentavam retira-las da sala.

O governo pretende aprovar a nova lei do aborto em Espanha criticada por várias associações e partidos de esquerda.

A nova legislação suprime a lei de prazos aprovada pelo Governo socialista em 2010. Em Espanha, o aborto está liberalizado até às 14 semanas e a mulher pode decidir sobre uma interrupção voluntária da gravidez a partir dos 16 anos. A lei em vigor permite, ainda, o aborto até às 22 semanas em caso de risco e, sem limite de tempo – e mediante avaliação de uma comissão de ética – em casos mais graves.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.