Última hora
This content is not available in your region

Italianos marcham contra austeridade em dia de greve geral

Italianos marcham contra austeridade em dia de greve geral
Tamanho do texto Aa Aa

Contra a austeridade e pelo aumento dos salários e das pensões de reforma marchar, a Itália vive esta sexta-feira um dia de greve geral. Em Roma a manhã foi caótica com a paralisação dos transportes públicos.

Muitos manifestantes percorreram as ruas da capital italiana a pé até a um ponto de encontro, onde esta tarde se inicia uma marcha.

“Estou aqui para protestar porque são sempre os mesmos a pagar a crise. Isto tem vindo a acontecer há muitos muitos anos, seja o centro-direita ou o centro-esquerda. Todas as medidas liberais ou social-democratas foram mal sucedidas”, diz um manifestante.

Atrasos ou cancelamentos, um transtorno para quem precisou ir para o trabalho. Os organizadores dizem que só em Roma ou Turim houve uma adesão de 80%. Os funcionários das empresas de transporte querem que as pessoas compreendam. “Espero que percebam isto e quais são os verdadeiros problemas. Não são apenas problemas ligados aos veículos, uma vez que houve cortes em todos os transportes e a fatura recaiu depois sobre todos os trabalhadores e pessoas”, diz um revisor de autocarros.

As manifestações desta sexta-feira são um aperitivo para o protesto previsto para amanhã em Roma, onde, de acordo com os sindicatos, são esperadas 50 mil pessoas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.