Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

"Subprimes": Multa recorde para o JP Morgan

"Subprimes": Multa recorde para o JP Morgan
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Treze mil milhões de dólares: é o valor recorde que o JP Morgan aceita pagar para pôr fim a queixas ligadas aos contratos “subprimes” nos Estados Unidos.

Vários jornais garantem que o acordo foi obtido no final da semana passada e que Jamie Dimon, presidente executivo do banco, terá participado nas discussões.

O maior banco americano é acusado de ter vendido 33 mil milhões de dólares em créditos hipotecários à Fannie Mae e Freddie Mac antes da crise, escondendo que as pessoas eram insolventes.

A verificar-se o montante, trata-se da maior soma paga por uma empresa ao governo norte-americano e corresponde a mais de metade dos lucros obtidos pelo JP Morgan no ano passado, que atingiram os 21,3 mil milhões de dólares.

A soma inclui 4 mil milhões de dólares destinados ao regulador de créditos imobiliários, quatro mil milhões para indemnizar os consumidores lesados e 5 mil milhões de dólares de multa.

Mas o acordo não põe fim ao inquérito em curso pelo tribunal de Sacramento, na Califórnia, também em relação às “subprimes”.