Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Canadá inaugura primeira caixa automática de Bitcoins

Canadá inaugura primeira caixa automática de Bitcoins
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É uma estreia mundial: uma máquina que troca dinheiro comum, neste caso, dólares canadianos, em Bitcoins, a moeda virtual criada em 2008. A máquina está instalada num café em Vancoucer, no Canadá e permite aos clientes recarregar a conta que têm em Bitcons ou pagar os contas a partir do smartphone.

Jordan Kelly, o responsável pela empresa que criou a máquina, a Robocoin, considera que “neste momento estamos a assistir a um crescimento da procura de Bitcoin, exatamente porque esta moeda virtual está a tornar-se mais útil.”

O câmbio está limitado a cerca de 3 mil dólares por dia e a máquina faz o controlo do utilizador através da mão.
Atualmente a taxa de câmbio de bitcoin para dólar americano é de um bitcoin custa 200 dólares.

O valor da moeda eletrónica subiu bastante nos últimos meses: em novembro de 2012 valia 10 dólares e agora vale 200…ainda que seja bastante volátil.

Criada em 2008 por um programador anónimo, sob o pseudónimo de Satoshi Nakamoto, as primeiras bitcoins foram “cunhadas” em 2009. A mais valia desta divisa virtual é o anonimato e o facto de ainda não estar regulada nem por um banco nem por um governo. Para já as transações não pagam qualquer imposto, mesmo que existam países como a Alemanha já a tenham reconhecido como moeda para poder taxar as transações comerciais.
A Bitcoin dá por isso um acesso fácil a atividades menos legais como o branqueamento de capitais, o tráfico de drogas ou a prostituição.

Sergio Rossi, professor de Economia da Universidade de Friburgo, na Suíça, acredita que “todas as moedas têm dois lados…mesmo as virtuais. A Bitcoin tem sido descrita como “o novo ouro digital”, e a promessa de liberdade financeira torna-a muito atrativa para todos e para todos os propósitos., mesmo os piores”. O professor diz ainda que “não sabemos de onde vem o poder desta moeda, nem quem o tem, não há um banco, não há uma autoridade monetária.
E aí é que está o problema porque pode pôr em causa toda a estabilidade do sistema económico”.

Recorde-se que há poucos meses foi divulgada a notícia de um norueguês que em 2009 comprou 5 mil bitcoins por 24 euros e em abril já valiam mais de 500 mil euros.