Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Espanha sai da recessão

Espanha sai da recessão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha saiu de ano e meio de recessão no terceiro trimestre. Os dados do Instituto espanhol de Estatística confirmam os recentes números do Banco de Espanha.

O PIB da quarta economia da zona euro cresceu 0,1%, mas, em termos anuais, a contração é de 1,2%. A retoma deve-se às exportações, já que a procura interna continua a ser penalizada pelas medidas de austeridade e o elevado desemprego.

O crescimento no terceiro trimestre é demasiado fraco para resolver os problemas do país. O desemprego está nos 25,9% e o fraco consumo está a arrastar a inflação para terreno negativo, pela primeira vez em quatro anos.

Christian Schulz, economista no Berenberg Bank, recorda que a retoma deve-se às exportações. E acrescenta: “O consumo interno está a estabilizar, o que é bom, e as exportações estão a crescer há um certo tempo. No final, a economia está a sair da recessão. A próxima etapa é o regresso do investimento a Espanha”.

No terceiro trimestre, o desemprego recuou em Espanha, ficando abaixo dos 26%. Mesmo assim trata-se da segunda taxa de desemprego mais elevada da zona euro. Pior só a Grécia.

A isto junta-se um corte nos salários e fortes medidas de austeridade. Os preços das casas são ainda 30% inferiores aos valores antes da explosão da bolha imobiliária.

Desde 2008 Espanha viveu duas recessões. A que terminou agora, pelo menos em termos técnicos, foi a mais longa da democracia espanhola.