Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Obras-primas da pintura chinesa para ver em Londres

Obras-primas da pintura chinesa para ver em Londres
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os ‘Nove Dragões’, de Chen, é uma das mais de 70 ‘Obras-primas da pintura chinesa’, patentes no Victoria e Albert Museum de Londres, em Inglaterra.

A pintura religiosa do período da dinastia Tang e das Cinco Dinastias e Dez Reinos; o olhar sobre a natureza e os ciclos da vida introduzidos na dinastia Song; a introdução da caligrafia e da poesia em pinturas monocromáticas ou o esplendor e a busca da felicidade durante a próspera dinastia Ming são retratadas numa exposição que cobre um período de 1200 anos, com obras de arte do início do século VIII ao final do século XIX.

A pintura chinesa também sofreu a influência do Ocidente. Como explica o curador da exposição, “há um género similar ao da pintura europeia, a partir do século XII e que se torna muito popular e um dos géneros dominantes da pintura nos séculos XV e XVI, antes de atingir o seu apogeu no século XVIII”, refere Hongxing Zhang.

É a maior exposição de arte chinesa no Reino Unido desde os anos 30 do século passado. Muitas das obras estão pela primeira vez patentes ao público e podem ser bastante úteis para os que procuram hoje os seus ‘negócios da China’.

Como recorda o curador da mostra, “a China está cada vez mais exposta ao Ocidente por diversas razões e a economia é uma das principais. Mas para fazer negócios e dialogar com o povo chinês é necessário conhecer as histórias por detrás da China moderna”.

‘Obras-primas da pintura chinesa’, um retrato da arte, cultura e história do Império do Meio ao longo de mais de um milénio. Para ver no Victoria e Albert Museum, em Londres, até 19 de janeiro de 2014.