A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

John Kerry quer acordo de comércio, sem falar em espionagem

John Kerry quer acordo de comércio, sem falar em espionagem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O secretário de Estado norte-americano cumpriu mais uma etapa do seu périplo europeu, com uma paragem na Polónia.

John Kerry chegou num momento especialmente crítico, depois da revelação dos escândalos de espionagem norte-americana aos lideres europeus.

Recebido pelo seu homólogo e pelo Primeiro-Ministro polaco, pediu que as revelações sobre as actividades da Agência de Segurança Norte-americana não interferissem nas negociações sobre comércio:

“A parceria transatlântica de comércio é realmente única e diferente e deve ser separada de todas as outras questões que as pessoas possam ter no seu pensamento. Tratamos de questões como o emprego, a economia, a competitividade económica, numa comunidade global que compete, às vezes, com regras que são muito questionáveis e instáveis”.

A próxima ronda de negociações começa a 11 de Novembro.

Outro ponto da agenda foi o sistema de defesa anti-missil, que os Estados Unidos pretendem instalar na Europa.

A Polónia faz parte desse acordo, prevendo-se que acolha, no seu território, 24 misseis SM3-IIA que devem ser instalados, até 2018.