Última hora
This content is not available in your region

Bachelet ou Matthei: duas mulheres à conquista do Chile

Bachelet ou Matthei: duas mulheres à conquista do Chile
Tamanho do texto Aa Aa

Os eleitores chilenos trocaram as voltas às sondagens e obrigaram Michelle Bachelet a disputar uma segunda volta com Evelyn Matthei.

A candidata da coligação de centro-esquerda, que já presidiu ao Chile entre 2006 e 2010 não conseguiu a desejada maioria absoluta. Mas os os quase 47% dos votos obtidos deixam-na numa boa posição para a segunda volta, de 15 de dezembro.

“O país votou maioritariamente as propostas que fizemos para o Chile, para que o Chile seja, de uma vez por todas, o país moderno, solidário e justo que todos queremos”, afirmou, perante os apoiantes, a candidata socialista.

Com 25,1% dos votos, Evelyn Matthei consegue, para já, a proeza de passar à segunda volta, quando muitos vaticinavam uma “derrota histórica” da candidata da direita, atualmente no poder.

Uma coisa é certa, o próximo presidente do Chile será uma mulher e terá de fazer face a um país em perda de crescimento económico.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.