Última hora
This content is not available in your region

Governo português visa 505 milhões com privatização dos CTT

Governo português visa 505 milhões com privatização dos CTT
Tamanho do texto Aa Aa

O governo português quer encaixar 505,05 milhões de euros com a privatização dos CTT- Correios de Portugal, SA. O executivo de Pedro Passos Coelho divulgou, esta segunda-feira, o preço de venda das ações.

Os títulos CTT serão vendidos entre 4,10 euros e os 5,52 euros. De acordo com a informação no portal do executivo, “o governo aprovou, no âmbito do processo de privatização dos CTT
Correios de Portugal, S.A., que o preço unitário das ações a alienar através de oferta pública de venda (OPV) não pode ser inferior a 4,10 euros nem superior a 5,52 euros, e que o preço unitário das ações a alienar no âmbito da venda direta institucional não pode ser inferior ao preço unitário das ações a alienar no âmbito da OPV”.

Lisboa quer vender 70% do capital dos CTT, um valor que deverá corresponder a 105 milhões de ações. Um lote de 5% do capital está reservado aos trabalhadores e um outro de 20% estará acessível aos particulares.

A maioria dos títulos está destinada a investidores institucionais e, segundo o secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, existem vários interessados “no mercado americano, da América Latina, Europa Central e do Sul. Europa do Norte e Ásia”.

No final, o Estado deixa os CTT e os restantes 30% do capital ficam nas mãos da Parpública.