Última hora
This content is not available in your region

Eurodeputados querem Parlamento Europeu com apenas uma sede

Eurodeputados querem Parlamento Europeu com apenas uma sede
Tamanho do texto Aa Aa

O movimento anti-Parlamento Europeu em Estrasburgo está a ganhar mais força: foi aprovada esta quarta-feira uma resolução para que o Parlamento se reuna apenas em Bruxelas.

A iniciativa contou com os votos a favor de 483 deputados e 141 contra. Os promotores da resolução consideram que em altura de contenção, não se justifica a existência de 3 sedes do Parlamento Europeu: Bruxelas, Estrasburgo e Luxemburgo.

Ashley Fox, eurodeputado conservador britânico considera que “este está a ser um grande dia para os contribuintes europeus porque este acordo vai fazer-nos poupar mais de mil milhões de euros nos próximos 7 anos, para além de poupar milhares de toneladas de dióxido de carbono”

Mas, entretanto, nada muda porque a alteração das sedes do Parlamento só pode ser feita pelo conselho europeu, ou seja, pelos 28 estados membros, os únicos com competências para alterar os tratados, onde está previsto que a assembleia se reuna também em Estrasburgo.

Esta possível mudança desagrada sobretudo os eurodeputados franceses. Sandrine Bélier, eurodeputada francesa do grupo os Verdes defende que “a sede do Parlamento Europeu é em Estrasburgo, como está definido nos Tratados. Essa questão não deve ser colocada hoje, nós sabemos onde é a sede do Parlamento Europeu.”

Os eurodeputados franceses e mesmo os sucessivos governos de Paris não têm apoiado esta decisão uma vez que, pelo menos uma vez por mês, a cidade de Estrasburgo beneficia de todo o movimento à volta do Parlamento Europeu.