Última hora
This content is not available in your region

Exportações impulsionam retoma de Espanha

Exportações impulsionam retoma de Espanha
Tamanho do texto Aa Aa

Em setembro, as exportações espanholas cresceram 8,3% em termos anuais. Os dados do ministério da Economia revelam mesmo uma aceleração face a agosto.

As importações subiram também, mas muito menos. Nos primeiros nove meses do ano, o défice comercial recuou 58% para 2,59 mil milhões de euros.

Têm sido as exportações a alimentar a retoma económica de Espanha, que sai de uma longa recessão.

Dois anos depois de ter chegado ao poder, o primeiro-ministro Mariano Rajoy agradeceu aos espanhóis: “sei que muitos vivem momentos difíceis. Fomos obrigados a tomar decisões difíceis” mas “quero dizer a todos os espanhóis que agora as coisas estão um pouco melhores e que podem estar seguros de que vamos superar esta situação”.

Após uma longa recessão, Madrid prevê para o próximo ano um crescimento de 0,7%, o que permitiria começar a baixar a taxa de desemprego, atualmente nos 26 por cento.

Apesar da reforma laboral, os ganhos de competitividade têm vindo da queda dos salários. Os rendimentos dos espanhóis recuaram 3,5% desde 2011.

O Instituto espanhol de Estatística revela também que Espanha tem 21,6% da população em risco de pobreza.