A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Netanyahu lança duras críticas ao acordo assinado em Genebra

Netanyahu lança duras críticas ao acordo assinado em Genebra
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu critica o acordo celebrado em Genebra. Na reunião semanal do conselho de ministro, o Primeiro-ministro israelita, afirmou que este compromisso não evita que o Irão desenvolva armas de destruição massiva:

“O que foi alcançado na noite passada, em Genebra, não é um acordo histórico, é um erro histórico. Hoje, o mundo tornou-se um lugar muito mais perigoso, porque o regime mais perigoso deu um passo significativo na obtenção das armas mais perigosas do mundo.”

As relações entre os dois países vivem momentos de grande tensão. Em setembro, Mohammad Ali Jafari, comandante dos Guardas da Revolução, afirmou que a guerra de Israel contra o Irão é inevitável mas que os iranianos estão preparados para destruir o Estado judaico.