A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Saab renasce da falência

Saab renasce da falência
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É o renascimento da Saab. O fabricante sueco de automóveis voltou a produzir em Trollhättan, no oeste da Suécia, dois anos depois de o grupo ter entrado em falência.

O primeiro veículo foi apadrinhado pela ministra sueca da Indústria e Kai Johan Jiang, o principal acionista do consórcio sueco-chinês, National Eletric Vehicule Sweden (NEVS), que detém a Saab desde setembro do ano passado.

A fábrica empresa 600 pessoas e produz o Saab 9-3, cujas vendas estão destinadas, sobretudo, à China, e a alguns clientes suecos, que os podem adquirir via internet. Mas o consórcio espera produzir no próximo ano uma versão elétrica destinada só ao mercado chinês.