Última hora
This content is not available in your region

Soweto celebra Mandela

Soweto celebra Mandela
Tamanho do texto Aa Aa

Epicentro das cerimónias de homenagem, bairro histórico, símbolo da luta contra o ‘apartheid’, o Soweto estará para sempre ligado ao nome de Nelson Mandela, que aqui viveu, conspirou e se escondeu antes de ser encarcerado em Robben Island.

Este domingo, a igreja Regina Mundi, o maior templo católico da África do Sul, recebeu uma das muitas missas em honra de Madiba.

“Fez muito por todos nós. Somos assim por causa dele. Sofríamos, não estávamos a conseguir o que queríamos, mas agora somos livres e podemos ter tudo o que quisermos”, referiu uma fiel.

“Para nós, aqui na África do Sul, e penso que para o mundo, Madiba foi aquele profeta, aquela luz que nos guiou e leva-nos a dizer que deus ainda está entre nós, ainda escuta as nossas preces e as suas promessas continuam a tornar-se realidade”, afirmou o padre Sebastien Rossouw.

Segundo o enviado da euronews, François Chignac, “durante todo o dia, nas igrejas de Joanesburgo, como do Soweto, centenas de pessoas quiseram prestar uma última homenagem a Nelson Mandela”.