Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Polícia do Camboja mata três manifestantes

Polícia do Camboja mata três manifestantes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No Camboja, a polícia voltou a reprimir uma manifestação de trabalhadores da indústria têxtil.

As forças da ordem abriram fogo contra os grevistas esta sexta-feira.

Há registo de três mortos e dois feridos.

O incidente occoreu num subúrbio de Phnom Penh.

Os manifestantes encontram-se mobilizados há várias semanas para reivindicar aumentos salariais e melhores condições de trabalho.

Segundo os sindicatos, os operários desmaiam durante os turnos devido ao cansaço e à sub-nutrição.

Ontem uma unidade das forças especiais do Exército do Camboja dispersou, de forma violenta, um protesto de trabalhadores.

Pelo menos 15 pessoas foram detidas, entre elas, líderes sindicais, operários e monges budistas.

Em novembro, a repressão policial de uma manifestação similar causou a morte a uma mulher.