A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Oposição síria no exílio aceita participar na conferência de Genebra

Oposição síria no exílio aceita participar na conferência de Genebra
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Reunida em Istambul, a oposição síria no exílio decidiu participar na próxima semana na conferência de paz intitulada “Genebra II”.

A quatro dias da iniciativa diplomática lançada pelos Estados Unidos e pela Rússia, os membros da principal organização de opositores do regime sírio puseram finalmente fim aos receios do ocidente e dos países árabes, votando a favor da participação no encontro.

Mas o presidente da Coligação Nacional Síria deixou claro que o único objetivo é o afastamento de Bashar al-Assad. Ahmed Jarba frisou que “os que pensam que vamos estar presentes para esquecer o que aconteceu no passado, estão errados. Só vamos para manter vivas as memórias dos massacres do regime contra um povo que reclama liberdade e democracia”.

Jarba acusou o presidente sírio de conduzir um “terrorismo de Estado”, responsabilizando-o pela presença de militantes ligados à Al-Qaida no país, que lutam contra os rebeldes.

O regime de Assad deixou claro, no entanto, que não vai à Suíça “para passar o poder seja para quem for” e que cabe ao chefe de Estado liderar a transição.